Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Tagmar’

Saudações amigos leitores deste blog!

Há muito vem sendo discutido na blogosfera rpgística a utilidade de revistas físicas de RPG e, através de vários motivos positivos e negativos, há quem prefira e há quem não goste. Minha intenção não é trazer este discurso a tona novamente, mas sim falar um pouco sobre os livros de RPG, afinal, hoje já temos possibilidade de ter livros em PDF, tanto livros antigos como novos. Vide a editora Retropunk que lançou recentemente Rastro de Cthulhu em duas versões: física e digital (em formato PDF).

Com o advento da internet, muita coisa mudou e hoje podemos ter fichas, livros, aventuras, roladores de dados, geradores de npc, mapas, miniaturas e o escambau em arquivos no computador. Podemos levar esses arquivos para qualquer lugar e aí entra a discussão que quero chegar: porque então eu compro o material físico? Porque gasto dinheiro com livros? Se você leu o artigo do blog O Clérigo sobre Porque Comprar Livros de RPG, já é um bom começo.

(mais…)

Read Full Post »

Saudações Aventureiros!

Hoje é o dia nacional do livro, assim se comemora em virtude de ser a data da fundação da biblioteca nacional, que fica no Rio de Janeiro.

Aproveitando a deixa, refleti sobre a quantas anda o mercado nacional de livros de RPG, desculpem pela enormidade do post foi resumido eu juro, foi feito para ler com calma no fim de semana.

- Calma Visconde, a coisa vai melhorar!

(mais…)

Read Full Post »

Saudações aventureiros de todas as partes!!

Particularmente não gosto de ser muito fiel a publicações oficiais quanto a ambientação, gosto de surpreender os jogadores quanto ao mundo em que eles vivem, mas com coisas que eles sabem que existem, mas não ali.

Claro que nos meus mundos campanhas de Tagmar ainda existem estepes vítreas intransponíveis, cidades livres tomadas por piratas e mangues infestados de licantropos. Mas existirá um certo navio pirata chamado Milenium Falcon, comandada pelo pirata humano Hans Solo e seu companheiro misterioso. Misturando dois universos de ficção fantástica sem “forçar” a barra você pode arrancar boas risadas de seus jogadores, e fazê-los ter muito mais interesse por sua campanha. Povoar o mundo de Tagmar com as raças de Star Wars, implementar a Força ou os cavaleiros Jedi já seria forçar demais a barra.

Bom e velho Hans Solo: o terror das tabernas de Tagmar

Qual é esse limite? Até onde ela pode descaracterizar a sua aventura? Trazer um outro cenário para dentro do seu não significa ter as mesmas implicações do cenário já conhecido. Mas, e se esse cenário for um mundo conhecido apenas pelos jogadores, ouserá que o mundo real não pode ser vir de inspiração para uma aventura?

Crossovers podem ser divertidos!

(mais…)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: